O outro é um dom

A Papinha Feita desta edição da GODzine que chega até ti em tempo quaresmal, não poderia deixar passar ao lado a Mensagem do Santo Padre para esta Quaresma.

Nesta mensagem, o Papa Francisco detém-se na parábola do homem rico e do pobre Lázaro, exortando-nos a uma sincera conversão.

Nesta parábola, “Lázaro ensina-nos que o outro é um dom. A justa relação com as pessoas consiste em reconhecer com gratidão o seu valor. (...) O primeiro convite que nos faz esta parábola é o de abrir a porta do nosso coração ao outro, porque cada pessoa é um dom, seja o nosso vizinho seja o pobre desconhecido. A Quaresma é um tempo propício para abrir a porta a cada necessitado e nele reconhecer o rosto de Cristo. (...) Cada vida que vem ao nosso encontro é um dom e merece acolhimento, respeito, amor”.

O outro é um dom...o outro é um rosto de Cristo! Esta mensagem é para mim desconcertante e, em si, um desafio constante...tenho noção que o outro é um dom? Um dom que merece acolhimento e amor? As minhas atitudes diárias espelham esse amor e essa entrega ao outro que é um rosto de Cristo?

Quanto ao homem rico a que se refere esta passagem, o Papa adverte-nos que: “o dinheiro pode-nos subjugar, a nós e ao mundo inteiro, numa lógica egoísta que não deixa espaço para o amor e dificulta a paz (...) Para o homem corrompido pelo amor das riquezas, nada mais existe além do próprio eu e, por isso, as pessoas que o rodeiam não entram no seu olhar.”

Será que o amor das riquezas me deixa ver para além do meu próprio eu o outro que é um dom e que é rosto de Cristo? Uso o dinheiro que tenho para ser solidário com outros que têm menos?

Estou atento às suas necessidades?

“A Quaresma é o tempo favorável para nos renovarmos no encontro com Cristo vivo na sua Palavra, nos Sacramentos e no próximo. (...) Que o Espírito Santo nos ajude a realizar um verdadeiro caminho de conversão, para redescobrir o dom da Palavra de Deus, ser purificados do pecado que nos cega e servir Cristo presente nos irmãos necessitados. Então poderemos viver e testemunhar em plenitude a alegria da Páscoa.”

Marcações: PAPInha Feita

Cristo Jovem - Pastoral Juvenil, comunicação e evangelização

Juventude que acredita!
Segue-nos em

LECT'YO