Sábado XXXII do Tempo Comum

Evangelho Lc. 18, 1-8

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos uma parábola sobre a obrigação de orar sempre, sem desfalecer: «Em certa cidade, havia um juiz que não temia a Deus nem respeitava os homens. Naquela cidade vivia também uma viúva que ia ter com ele e lhe dizia: 'Faz-me justiça contra o meu adversário.' Durante muito tempo, o juiz recusou-se a atendê-la; mas, um dia, disse consigo: 'Embora eu não tema a Deus nem respeite os homens, contudo, já que esta viúva me incomoda, vou fazer-lhe justiça, para que me deixe de vez e não volte a importunar-me.'» E o Senhor continuou: «Reparai no que diz este juiz iníquo. 
E Deus não fará justiça aos seus eleitos, que a Ele clamam dia e noite, e há-de fazê-los esperar? Eu vos digo que lhes vai fazer justiça prontamente. Mas, quando o Filho do Homem voltar, encontrará a fé sobre a terra?»

Palavra da salvação.


Lectio

Jesus ensina os poderes da oração. De facto, é preciso não desfalecer. Podem não ser prontamente satisfeitos os nossos pedidos por não ser o tempo certo mas o Pai não deixará de nos ouvir.

Meditatio

Rezas constantemente a Deus mesmo quando pensas não ser atendido?

Oratio

Chegou a altura de conversares com Deus, abre-lhe o coração e fala abertamente com ele sobre aquilo que meditaste antes.

Contemplatio

Quando quiseres, termina este tempo de oração a partir da Sagrada Escritura, rezando a Deus a oração dos seus filhos, o Pai Nosso.

Marcações: Lect'Yo

Imprimir Email

Cristo Jovem - Pastoral Juvenil, comunicação e evangelização

Juventude que acredita!
Segue-nos em

LECT'YO