Quarta-feira I do Advento

Evangelho Mt. 15, 29-37

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo, foi Jesus para junto do mar da Galileia e, subindo ao monte, sentou-se. Veio ter com Ele uma grande multidão, trazendo coxos, aleijados, cegos, mudos e muitos outros, que lançavam a seus pés. Ele curou-os, de modo que a multidão ficou admirada, ao ver os mudos a falar, os aleijados a ficar sãos, os coxos a andar e os cegos a ver; e todos davam glória ao Deus de Israel. Então Jesus, chamando a Si os discípulos, disse-lhes: «Tenho pena desta multidão, porque há três dias que estão comigo e não têm que comer. Mas não quero despedi-los em jejum, pois receio que desfaleçam no caminho». Disseram-Lhe os discípulos: «Onde iremos buscar, num deserto, pães suficientes para saciar tão grande multidão?» Jesus perguntou-lhes: «Quantos pães tendes?» Eles responderam-Lhe: «Sete, e alguns peixes pequenos». Jesus ordenou então às pessoas que se sentassem no chão. Depois tomou os sete pães e os peixes e, dando graças, partiu-os e foi-os entregando aos discípulos e os discípulos distribuíram-nos pela multidão. Todos comeram até ficarem saciados. E com os pedaços que sobraram encheram sete cestos. 

Palavra da salvação.


Lectio

Estamos perante um dos muitos milagres de Jesus, um dos muitos sinais de Deus para que acreditássemos que Aquele “era realmente o Filho de Deus” (Mc. 15, 39) como dirá o centurião romano ao ver a morte de Jesus na cruz. Neste milagre, o Messias dá de comer à multidão que O escutava. Tendo apenas sete pães e alguns peixes, Jesus sacia a fome de cinco mil homens, excluindo mulheres e crianças. Este sinal mostra-nos que Jesus é o “pão vivo que veio do Céu. Quem comer deste pão viverá para sempre” (Jo. 6, 50). O milagre da multiplicação dos pães é também uma antecipação da última ceia, onde Jesus institui a Eucaristia. Ele próprio o afirma, segundo João (6, 51): “O pão que eu hei-de dar é o meu corpo oferecido para que o mundo tenha vida”.

Meditatio

Olha para dentre de ti e reflecte sobre o modo como recebes o pão que é o Corpo de Jesus na Eucaristia. Este é o pão que nos sacia, o pão que nos fará não morrer jamais. Tens consciência disto quando o tomas?

Oratio

Chegou a altura de conversares com Deus, abre-lhe o coração e fala abertamente com Ele sobre aquilo que meditaste antes.

Contemplatio

Quando quiseres, termina este tempo de oração a partir da Sagrada Escritura, levando contigo a certeza de que, quando comungas, é Jesus que te sacia a verdadeira fome e que, com este alimento, não morrerás jamais.

Marcações: Lect'Yo

Imprimir Email

Cristo Jovem - Pastoral Juvenil, comunicação e evangelização

Juventude que acredita!
Segue-nos em

LECT'YO