Domingo II do Tempo Comum

Evangelho Jo. 1, 35-42

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, estava João Baptista com dois dos seus discípulos e, vendo Jesus que passava, disse: "Eis o Cordeiro de Deus". Os dois discípulos ouviram-no dizer aquelas palavras e seguiram Jesus. Entretanto, Jesus voltou-Se; e, ao ver que O seguiam, disse-lhes: "Que procurais?". Eles responderam: "Rabi - que quer dizer 'Mestre' - onde moras?". Disse-lhes Jesus: "Vinde ver". Eles foram ver onde morava e ficaram com Ele nesse dia. Era por volta das quatro horas da tarde. André, irmão de Simão Pedro, foi um dos que ouviram João e seguiram Jesus. Foi procurar primeiro seu irmão Simão e disse-lhe: "Encontrámos o Messias" - que quer dizer 'Cristo' -; e levou-o a Jesus. Fitando os olhos nele, Jesus disse-lhe: "Tu és Simão, filho de João. Chamar-te-ás Cefas" - que quer dizer 'Pedro'.

Palavra da salvação.


Concentra-te e faz o sinal de cruz para iniciares a leitura orante de hoje. Não te esqueças de invocar o Espírito Santo, com a oração que te demos como exemplo ou com uma oração pessoal. Seja de que maneira for, é importante que o faças. Com a ajuda do Espírito de Deus, mais facilmente entrarás nos mistérios da Sua Palavra.

Lectio

Lê, uma primeira vez, o Evangelho de hoje, de forma descontraída mas concentrada. Não te preocupes em fazer uma análise do texto (não é este o objectivo!); lê-o tendo em conta que é Deus que te fala, a ti pessoalmente. Depois, lê mais uma ou duas vezes (ou as vezes que quiseres) e tem em atenção, principalmente, duas coisas: as personagens que surgem neste excerto e o diálogo que travam entre elas. Facilmente identificas estes pormenores. Os discípulos de João Baptista ouvem-no chamar a Jesus de Cordeiro de Deus, e, sabendo que João era profeta e proclamava a vontade de Deus, confiam no que lhes diz e seguem Jesus. Tendo chegado Simão à presença do Senhor, este identifica-o claramente, dizendo o seu nome e de quem descende. Tal como a Simão, também a nós Ele nos conhece a cada um em particular, conhece-nos pelo nome, sabe a nossa origem e a nossa vida. A Ele nada conseguimos ocultar. Não por acaso Jesus sabe quem é aquele homem que se apresenta à sua frente: Pedro, isto é, pedra. A pedra que simboliza o seu coração de homem, coração duro para entender aquilo que vai testemunhar mas também pedra primeira da Igreja de Cristo.

Meditatio

Agora, medita sobre a Palavra que acabaste de ler e reflecte sobre o que Ela te diz neste exacto momento da tua vida. É uma meditação muito pessoal e eu pouco posso ajudar neste passo. Tens consciência de que Deus te conhece melhor do que tu próprio? Tentas ocultar do Senhor algo sobre ti?

Oratio

Chegou a altura de conversares com Deus, abre-lhe o coração e fala abertamente com Ele sobre aquilo que meditaste antes. Hoje, peço-Te, Pai, por todos aqueles que não se apresentam diante de ti de forma digna para quem é filho de Deus através do baptismo; que os ajudes a compreender que só em ti podem encontrar consolo nas horas de tristeza e júbilo nas horas de alegria.

Contemplatio

Agora coloca-te numa posição de adoração e agradecimento ao Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Deixa-te estar, humildemente, e esforça-te por sentir a Sua presença. Entrega-te a este momento de adoração. Quando quiseres, termina este tempo de oração a partir da Sagrada Escritura, entregando-te à Santíssima Trindade tal como verdadeiramente és e não como queres aparentar ser.

Marcações: Lect'Yo, Ano B

Imprimir

Cristo Jovem - Pastoral Juvenil, comunicação e evangelização

Juventude que acredita!
Segue-nos em

LECT'YO

Este website utiliza cookies de acordo com a política em vigor. Ao continuar a navegação está a aceitar a sua utilização. Consulte a nossa política de cookies.