Braga: Festival católico vai ser maior acontecimento da Capital Europeia da Juventude, diz responsável

O «Jota» realiza-se pela primeira vez no centro de uma cidade, permitindo mostrar «a marca dos jovens cristãos»

O Festival Jota, que a Igreja Católica organiza em Braga de sexta-feira a domingo, "vai ser o maior evento da Capital Europeia da Juventude", considera o diretor da Pastoral Juvenil da arquidiocese bracarense.

Em declarações ao programa ECCLESIA na Antena 1, que vão ser transmitidas no próximo domingo, Alberto Gonçalves diz esperar que a iniciativa criada em 2007 na Diocese da Guarda reúna este ano "o maior número de jovens e o melhor cartaz de sempre".

O Estádio 1.º de Maio e o parque de campismo que lhe está próximo acolhem os participantes no festival que decorre pela "primeira vez" no centro de uma cidade, constituindo a oportunidade para mostrar "a marca dos jovens cristãos no meio da sociedade", afirma.

O evento, para o qual se espera a presença de jovens de outros países "em grande número", o que também é uma novidade, permite dar a conhecer que se faz "música de inspiração cristã que os jovens gostam, e não só música de câmara ou sacra".

A partir da meia-noite, durante uma hora, um DJ vai animar uma "Cristoteca", que se propõe "converter a música cristã em música de discoteca", acrescenta.

A Câmara Municipal não deu apoio financeiro mas ofereceu "todo o apoio logístico solicitado", refere Alberto Gonçalves, que realça o trabalho de um "grupo grande" de voluntários "que está a trabalhar há quase dois anos, embora com maior intensidade nos últimos dias".

O responsável sublinha a diversidade de um programa que inclui oficinas, caminhadas, visitas a museus, percursos pela cidade e momentos de convívio, a par de uma "tenda de oração permanente": "Seria muito redutor para o festival projetá-lo só em termos dos concertos à noite".

Alberto Gonçalves espera que o evento "não fique pelas paredes do Estádio 1.º de Maio nem só por Braga", mas que "a mensagem seja levada para as dioceses e paróquias, de modo que para o ano haja mais pessoas a participar".

"Quando os jovens dizem que a Igreja está parada e a precisar de renovação, é melhor participarem no Festival Jota para perceberem que também há gente que quer fazer uma Igreja diferente", frisou o coordenador da Pastoral de Jovens de Braga.

Os programas de rádio que a ECCLESIA transmite esta semana na Antena 1 incluem entrevistas a alguns dos artistas que atuam no festival: Rui Pinto (Mendigo de Deus), Claudine Pinheiro, Padre Víctor, Banda Missio e Luz Jovem.

Marcações: Festival Jota

Imprimir