D. Jorge Ortiga critica resposta dos políticos à crise

Arcebispo de Braga reconhece as dificuldades que os jovens enfrentam, nomeadamente o desemprego, mas desafia-os a não se deixar derrotar e a ajudar o próximo.

O Arcebispo de Braga criticou, este domingo, os governantes e a classe política por não saberem responder às necessidades do país.

jorge ortiga braga festival jota 2012 crise jovens"Para eles [os políticos], muitas vezes e quase sempre, vale apenas o bem estar pessoal ou, quanto muito, do seu grupo ou partido", acusou D. Jorge Ortiga, no encerramento do Festival Jota, em Braga.

"Nós somos pelo bem de todos, sentimo-nos inquietos e incomodados com aquilo que aflige os outros, quando nós verificamos que neste momento de crise os políticos não são capazes de encontrar o mínimo de convergência para trabalhar à procura de uma solução. Nós teremos que nos empenhar de mãos dadas, sede construtores desta única família, apostai em causas, ideias e projectos. Lutai por eles", apelou.

D. Jorge Ortiga reconhece as dificuldades que os jovens enfrentam, nomeadamente o desemprego, mas desafia-os a não se deixar derrotar e a ajudar o próximo.

"Sede vós também pastores da juventude, olhai também para aqueles que andam perdidos, estão alguns jovens à margem da história e da vida, sede esse pastor solícito que vai ao encontro desse jovem que todos apontam, que todos criticam, mas que poucos fazem alguma coisa para o curar", declarou o Arcebispo de Braga aos jovens que marcaram presença no Festival Jota, o maior festival católico português.

Marcações: Festival Jota

Imprimir